Wolsung - Kuznir Gier (ESSEN 2008)

O Wolsung é um jogo centrado na construção de máquinas fantásticas, numa nova versão da mágica Revolução Industrial durante o sec.XIX. O jogo foi pensado para 2 a 4 jogadores com a duração de 30 a 90 minutos.

Objectivo do JogoO jogador que construir a melhor máquina e completar o seu objectivo secreto obtém o maior número de pontos de vitória e ganha o jogo. Os jogadores assumem os papéis de inventores e industriais competindo pelo principal prémio da Grande Feira Mundial. O prémio irá para o jogador que construir a mais espectacular invenção na sua oficina: locomotivas, automóveis a vapor, golems e aviões.
Esta missão não é simples – para construir uma máquina alguém precisa de reunir projectos adequados, assim como os recursos indispensáveis. Todos os participantes nesta Feira têm oficinas, trabalhadores e três enormes fábricas à sua disposição. Contudo, a concorrência está atenta e precisas de planear cuidadosamente, para onde enviar os teus trabalhadores, como melhorar a tua oficina, quais os recursos a reunir, e em quais os projectos a investir.
Na Grande Feira Mundial, mesmos os melhores inventores precisam de um encontrar uma maneira de atrair a atenção do júri que vai avaliar os trabalhos expostos. Os jurados são escolhidos de entre os grandes industriais que representam os interesses dos quatro maiores países: Aquitaine, Alfheim, Morgovia e Wotany. Eles estão representados no jogo pelas Cartas de Objectivos – cada uma revela a simpatia por três jurados. Alguns preferem invenções de um sector industrial em particular, outros estão inclinados para os projectos de um país em particular. Através da construção arqueada de combinações de máquinas, os inventores podem ganhar a preferência do júri e aumentar a suas hipóteses de vitória. Os trabalhadores completamente preparados aguardam nas oficinas. As chaminés das fábricas começam a fumegar. Agora, o gabinete de projectos irá abrir a qualquer momento. Os visitantes da Grande Feira Mundial estão ansiosos por serem surpreendidos pelas tuas invenções.

Componentes do JogoO jogo contém os seguintes elementos:
§ Tabuleiro do jogo
§ 3 Fábricas
§ 55 cartas do Baralho (41 cartas de Máquinas, 8 cartas de Objectivos, 5 cartas Especiais, 1 Carta Prioritária)
§ 4 Oficinas
§ 84 Marcadores em madeira de Trabalhadores
§ 76 Marcadores em madeira de Recursos
§ 12 Marcadores em madeira de Upgrade
§ 1 Marcador de Jogada
§ 1 Marcador de Primeiro Engenheiro
§ Livro de Regras
O Tabuleiro do JogoO tabuleiro retracta um completo industrial em Heimburg, a metrópole que anfitriã da Grande Feira Mundial. Dentro do complexo podemos encontrar Fábricas onde os inventores enviam os seus Trabalhadores, Depósitos Ferroviários onde os recursos produzidos são descarregados e também um Gabinete de Projectos onde novas invenções são desenhadas.

Baralho de Cartas
O baralho contém quatro tipos de cartas:
· Cartas de Máquinas e Carta Ataque (41)
· Cartas de Objectivos (8)
· Cartas Especiais (5)
· Carta de Prioritária (1)

As Oficinas têm os seguintes elementos:
-Armazém
No lado esquerdo da Oficina existe um Armazém, onde os jogadores posicionam os seus recursos coleccionados nas respectivas áreas: ouro (amarelo), carvão (preto), aço (vermelho), vidro (azul) e madeira (castanho).
-Trabalhadores
No fundo da Oficina estão as áreas para os teus marcadores de Trabalhadores.
-Upgrade
No lado direito da Oficia estão três upgrades, os quais podem ser comprados durante o jogo: Conversor, Máquina do Tempo e Quarto Trabalhador.

Visão Geral do Jogo
O jogo está dividido em jogadas do tipo “Regular” e de “Produção”.

Uma Jogada Regular só inclui a Fase de Trabalhador, jogada por todos os jogadores um após o outro.

Uma Jogada de Produção inclui as seguintes fases, jogadas por todos os jogadores, um após o outro:
- Fase de Trabalhador
- Fase de Fabrica
- Fase de Máquina
O líder começa cada fase, depois o jogo prossegue no sentido dos ponteiros do relógio.

No final de cada jogada, o jogador que tiver a Carta Prioritária passa-a para o jogador à sua esquerda.

No final da 12ª jogada é adicionado o baralho com os 3 e 4 pontos de vitória ao baralho em uso.

No final da 22ª Jogada são adicionadas todas as Cartas de Máquina do monte das cartas descartadas ao Baralho em uso.
O jogo termina depois da 25ª jogada, no caso de um jogo com 3 jogadores ou depois da 29ª jogada, no caso de um jogo com quatro jogadores.
O jogador com mais pontos de vitória é o vencedor.
Tinha muitas expectativas em relação a este jogo, depois da sua apresentação em Essen 2008. Quando recebi o jogo e abri a caixa, a primeira desilusão foi o tabuleiro, que pensei que fosse maior, mas que na realidade tem dimensões mais reduzidas do que estava a espera. A segundo desilusão foi a qualidade do plástico do interior da caixa do jogo, que é de fraca qualidade. Para um jogo que custa mais de 40 euros não é aceitável. Sorte a minha que consegui a arranjar um exemplar por metade do preço, que seria para mim o preço aceitável para este jogo.
Este jogo é editado por uma nova editora Polaca que se lançou agora no mercado global.
Os mecanismos do jogo não tem muitas novidades, todos os mecanismo são já conhecidos de outros jogos. A colocação dos trabalhadores nas fábricas faz-me lembrar o “El Grande”e a construção das máquinas o “Leonardo da Vinci”.
Contudo, o jogo é muito simpático, ideal para quando queremos jogar um jogo com amigos que não gostam de jogos muito complexos ou para quem quer iniciar-se no mundo dos jogos de tabuleiro ou para relaxar quando estamos cansados.





Paulo Santos
Paulo Santos
Paulo Santos
Maria Constança Silva

4 comentários:

Carlos Abrunhosa disse...

Rice Wars do mesmo autor e da mesma editora era aguardado por muito com grandes expectativas. O que achas desse?

Paulo Santos disse...

Tenho as regras do Rice Wars, mas ainda não tive tempo de as ler. Do que tenho lido sobre este jogo, parece-me que deve estar ao nível do Wolsung.

Julio disse...

Parabéns pelo Blog, descobri recentemente seu trabalho, é ótimo!

Um abraço,

Trois
www.jtrois.com.br

Paulo Santos disse...

Obrigado!