AXIO - Ediciones MasQueOca


http://www.masqueoca.com/tienda/
Um jogo de Reiner Knizia para 1 a 4 jogadores, a partir dos 8 anos com a duração de 40 minutos.

Componentes
1 Tabuleiro do Jogo
4 Tabuleiros de Pontuação
20 Marcadores de Pontos
100 Peças
4 Suportes de Peças
1 Bolsa de Pano
20 Pirâmides

Objetivo do Jogo
Cada jogador, no seu turno, coloca uma peça no tabuleiro de jogo, e pontua por todas as peças com a mesma cor que estejam em linha contínua, a partir da peça colocada. Os pontos são marcados no Tabuleiro de Pontuação. No final do jogo, compara-se a pontuação da cor com menos pontuação de cada jogador. O vencedor será aquele que tiver mais pontos na sua pior pontuação.

Modo de Jogar
1º Coloca-se uma peça no tabuleiro.
2º Pontua-se a peça acabada de colocar.
3º Colocam-se Pirâmides, caso seja possível.
4º Retiram-se peças até que se tenham 5.


A primeira peça de cada jogador deverá ser colocada adjacente a um dos espaços com símbolos coloridos do tabuleiro. Todos os jogadores colocam as suas peças em espaços diferentes.
A partir daí cada jogador coloca uma peça em 2 espaços vazios do tabuleiro.
Cada peça tem 2 partes (dois símbolos). Pontua-se cada uma dessas partes, nas 3 direções que saem para o exterior da peça. Não se pontua a direção que vai de encontro à outra metade da peça (para o outro símbolo da peça).
Regista-se 1 ponto por cada símbolo da mesma cor encontrado em cada direção (o símbolo da peça não conta).
Coloca-se uma pirâmide, caso exista um espaço vazio completamente cercado por peças e pontua-se 1 ponto por cada símbolo colorido adjacente à Pirâmide.
Se atingires os 18 pontos num símbolo colorido do Tabuleiro de Pontuação grita “Axio” e ganhas o direito a um turno extra.
Por fim, tiras peças do saco até voltares a ter 5 peças no suporte.

Fim do Jogo
Se não for possível colocar uma peça no tabuleiro, o jogo termina de imediato.
Os jogadores comparam a sua pior pontuação. O vencedor será aquele com mais pontos na sua pior pontuação.

Não pode haver maior satisfação do que abrir uma caixa de um jogo de tabuleiro editado internacionalmente e ter a possibilidade de encontrar dentro dela, regras na língua de Camões. A Ediciones MasQueOca, apesar de não ser uma editora sediada no nosso País, tem apostado no Português nos jogos que edita. É de louvar esta aposta, porque o mercado da língua Portuguesa tem vindo a tornar-se apetecível às editoras internacionais. A Ediciones MasQueOca é especial para nós, porque temos trabalhado com eles em vários projetos e a MasQueOca tem sido um dos nossos parceiros que há mais tempo colabora connosco. Foi graças a esta parceria que foi possível obter um exemplar do jogo.
Quando o jogo chegou às nossas mãos tivemos uma dupla satisfação, ter um jogo de Reiner Knizia e termos as regras traduzidas para Português.
Já algum tempo que andávamos debaixo de olho do Axio, e na primeira oportunidade tudo fizemos para realizar o nosso desejo.
A caixa do jogo tem divisórias individuais para acomodar todos os componentes do jogo. Estes são de qualidade. Foi bem escolhida a espessura do cartão utilizado em grande parte das peças do jogo. Os componentes que não são em cartão, como as pirâmides, os cubos, os suportes e o saco, também são de qualidade. Todos os componentes do jogo são bons ao toque. Não há nada melhor do que jogar um jogo de tabuleiro em que a sensação ao toque é satisfatória.
O design do jogo está q.b. Podemos dizer que são os indispensáveis ao bom funcionamento do jogo. O tabuleiro, como á habitual neste tipo de jogos abstratos, não tem necessidade de grandes trabalhos ao nível de grafismos, limitando-se a espaços pintados que delimitam o tabuleiro utilizável em função do número dos jogadores, e a pequenos espaços com símbolos coloridos para assinalar a colocação das primeiras peças em jogo. Todas as ilustrações disponíveis nos componentes do jogo cumprem na perfeição a sua função, contribuindo para a fluidez e interação do jogo.
O Axio é um jogo com regras que facilmente são compreendidas, imagem de marca de Reiner Knizia. O jogo pode ser jogado por todas idades, mesmo os mais novos conseguem facilmente perceber a mecânica do jogo, o que possibilita que o Axio possa ser disfrutado por toda a família e amigos. Contudo, requer muita atenção a tudo o que se vai passando em nosso redor, o mesmo é dizer, o que os nossos oponentes estão a fazer, tentando prever a sua estratégia em função da observação atenta do seu tabuleiro de pontuação. Esta observação é muito importante no jogo. Temos de ter a noção sempre presente das cores que cada jogador tem a sua pior pontuação. Não só para antecipar futuras jogadas dos nossos opositores, como para não colocarmos peças que possam ajudar os nossos adversários. Além disso, estar atento à pior pontuação de cada jogar ao longo do jogo, é importante, para que possamos comparar com a nossa pior pontuação e saber o que fazer com vista à vitória no jogo.
É certo que devemos ter em mente melhorar sempre a nossa pior pontuação, no entanto, conseguir alcançar os 18 pontos num símbolo colorido também ajuda a ter turnos extras, que podem ser bastante úteis na nossa estratégia. Já conseguir alcançar os 18 pontos em todos os símbolos coloridos para ganhar o jogo, nos parece uma missão mais difícil.
As pirâmides são uma boa fonte de pontuação, e se forem bem colocadas, poderão pontuar 4 símbolos coloridos diferentes ao mesmo tempo.
Acreditem que as piores pontuações podem chegar a níveis elevados. Quando jogámos o jogo pela primeira vez, o jogador A teve como pior pontuação 16 pontos, o B 11 pontos e o C 13 pontos. O tabuleiro ficou completamente preenchido, motivo pelo qual o jogo terminou e o jogador A venceu.
A regra que determina que a peça que jogamos não conta para a pontuação, torna o jogo interessante e desafiante, porque obriga-nos a pensar na melhor forma de colocar a peça para daí retirar a melhor pontuação possível nas três direções da pontuação, de cada uma das duas partes da peça.
O Axio jogado por jogadores experientes, neste tipo de jogos abstratos, tornam o jogo ainda mais desafiante, estratégico e competitivo. Contudo, se for jogado em ambiente familiar, sem grandes preocupações estratégicas, jogado para relaxar, também é muito divertido. O Axio adapta-se perfeitamente ao ambiente ou situação em que é jogado, ou no fosse uma criação de Reiner Knizia. Até pode ser jogado na sua opção para 1 único jogador.
O Axio é um jogo que recomendamos para fazer parte de qualquer coleção e muito bom para eventos relacionados com os jogos de tabuleiro.
Nós divertimo-nos imenso a jogar o Axio.
O Axio é um jogo na linha do Qwirkle. Quem gosta desse estilo de jogos vai adorar o Axio.

A edição Portuguesa/Espanhola pode ser adquirida no MasQueOca por um bom preço. Vale a pena o investimento.

Tema/Objectivo









7
Mecânica/Regras









7
Componentes/Artwork









6
Jogabilidade/Interacção









8
Estratégia/Dificuldade









7
Duração/Diversão









9
Originalidade/Criatividade









6
Preparação/Começar a jogar









9
Caixa do jogo/Apresentação









7
Preço/Vale o Dinheiro









9
Apreciação Global7,5


dreamwithboardgames
Reiner KniziaEdiciones MasQueOca
Comprar o JogoBoardGameGeek

Paulo Santos
Paulo Santos
Maria Constança

QANGO - QANGO Verlag


http://www.masqueoca.com/tienda/

Um jogo de Klaus Burmester para 2 jogadores, a partir dos 7 anos, com a duração de 10 minutos.

Conteúdo:
1 Tabuleiro de jogo (impresso em ambos os lados) com 1 para o Jogo básico (QANGO 6) e 1 para o jogo avançado (QNAGO 7).
40 Peças de jogo

Objetivo do jogo:
Passo a passo, coloca as tuas peças numa das três possíveis posições vencedoras e evite que o teu oponente faço-o primeiro.

O tabuleiro:
O Tabuleiro de jogo consiste em 36 campos, três dos quais têm a mesma cor (com contorno). Portanto, existem 12 x 3 campos da mesma cor.

Como jogar:
Os jogadores revezam-se colocando uma peça de sua cor (branca ou preta) em qualquer espaço vazio no tabuleiro. Ganha o jogador que afete primeiro as suas peças nas seguintes condições:

-Três campos de uma cor ocupados: vermelho, amarelo, azul, verde, ou laranja;
-OU ocupou um quadrado de quatro campos adjacentes;
-OU uma série de cinco campos adjacentes - horizontalmente, verticalmente ou diagonalmente.

O jogo termina com a vitória de um jogador ou um empate quando todos os campos são ocupados.

As mesmas regras se aplicam ao QANGO 7 e ao QANGO 6.
A única característica especial é o campo laranja no meio, que não pertence a um grupo de três. Pode ser ocupado e também usado para vencer por quadrado ou série 5.
Se jogares todas as 40 peças, o jogo termina empatado.


Quando tivemos conhecimento da existência do Qango, tudo fizemos para obter um exemplar do jogo. Podemos dizer que foi um amor à primeira vista. Como sabem, temos uma paixão especial por este tipo de jogos abstratos. Graças à nossa parceria com a MasQueOca foi possível satisfazer o nosso desejo.
Quando o jogo chegou às nossas mãos, tivemos que ultrapassar um pequeno obstáculo. As regras do jogo que acompanham o jogo estavam em Alemão. Recorremos ao BGG na esperança de encontrar a tradução para Inglês, mas sem sucesso. Não tivemos outra alternativa, se não, fazermos a tradução de Alemão para Português. Não é uma novidade para nós, uma vez que já fizemos isso noutros jogos, como por exemplo Alea Iacta Est e Zehnkampf. Contudo, nesses jogos tivemos a ajuda dos seus autores, mas com o Qango tivemos de avançar sozinhos. No entanto chegamos a bom-porto mais depressa do que era expetável, tendo as ilustrações das regras, que por sinal estavam muito bem concebidas, contribuindo muito para isso.
A caixa do jogo está bem ilustrada, dando a perceção correta do que vamos encontrar no seu interior, um jogo enigmático e abstrato. São dois bons adjetivos para caraterizar este Qango.
Infelizmente, o interior da caixa não tem qualquer divisória para acomodar as peças do jogo, as quais vêm dentro de dois sacos plásticos. No entanto, o material escolhido é de boa qualidade. O mesmo se pode dizer do tabuleiro de jogo. Relativamente à sua ilustração não podíamos esperar muito, quando estamos perante este tipo de jogos, limita-se a apresentar áreas coloridas em diferentes cores, o necessário para o objetivo do jogo.
Basta uma leitura às regras do jogo, que depois da tradução para Português se traduz em duas páginas A4, para percebermos a mecânica do jogo e iniciar de imediato o Qango.
Quando começamos a jogar o Qango, e com as primeiras vitórias e derrotas, depressa percebemos que existe alguma semelhança, ao nível estratégico, e sobretudo na importância da colocação da primeira peça em jogo por parte do jogador inicial, com o clássico “Jogo do Galo”. Se a colocação da primeira peça for inteligente, obrigará o teu oponente andar sempre atrás do prejuízo, sem que tenha grande margem de manobra para reverter a situação, isso se, continuares a colocar, de forma inteligente, as tuas peças em jogo. Daí que Klaus Burmester tenha criado regras avançadas para evitar que jogadores experientes iniciem o jogo e tirem vantagem de ser o jogador inicial, de tal forma que diminuem drasticamente as hipóteses do seu opositor.
Por aqui se depreende facilmente que estamos perante um jogo muito interessante, que absorveu, o que melhor os jogos clássicos como o “Jogo do Galo” e “Quatro em Linha” tinham, para criar uma mecânica interessante e bem conseguida.
Neste tipo de jogos abstratos/Mind Games, em que há muito pouco espaço para o erro ou distração, não é possível dar a receita ideal para a vitória. Contudo, a atenção, a concentração e a capacidade mental de visualizar os movimentos futuros de colocação de peças passíveis de criar situações de iminente vitória, sem que se possa reverter a situação, são fatores decisivos na concretização do objetivo do jogo.
O Qango é um excelente jogo abstrato/mind game para 2 jogadores, talvez dos melhores do género. Apesar de ser para 2 jogadores, pode ser disputado num formato de campeonato, possibilitando assim a participação de mais jogadores, tornando-o ainda mais aliciante.
O Qango deve fazer parte de qualquer coleção lúdica e é um excelente jogo para qualquer evento de jogos de tabuleiro. Além disso, pode perfeitamente fazer parte de qualquer olimpíada de matemática.


Tema/Objectivo









7
Mecânica/Regras









7
Componentes/Artwork









5
Jogabilidade/Interacção









8
Estratégia/Dificuldade









7
Duração/Diversão









8
Originalidade/Criatividade









6
Preparação/Começar a jogar









10
Caixa do jogo/Apresentação









5
Preço/Vale o Dinheiro









10
Apreciação Global7,4


dreamwithboardgames
Klaus BurmesterQANGO Verlag
Comprar o JogoBoardGameGeek

Paulo Santos
Paulo Santos
Paulo Santos
Maria Constança