Calciotto - Serfer Giochi






Um jogo de Sergio Fersini para 2 jogadores, a partir dos 8 anos, com a duração de 45 minutos.

OBJETIVO DO JOGO
Tens de marcar mais golos do que o adversário para ganhar o jogo!
O jogo pode terminar quando o tempo termina ou depois de um certo número de golos. No primeiro caso, os jogadores determinam, no início do jogo, a duração do tempo de jogo, escolhendo de entre as seguintes opções: 45 minutos, 60 minutos ou 90 minutos.
Se jogarem de acordo com um certo número de golos, determinam no início de jogo, o número de golos do jogo, de entre as seguintes opções: 4 golos; 6 golos; 8 golos; 10 golos.
No modo torneio, uma vitória vale 3 pontos, um empate vale 1 ponto, e uma derrota vale 0 pontos (o torneio pode ser organizado de forma clássica ou por equipas).

FASES DO JOGO
No jogo, duas fases principais alternam-se com frequência: a fase de movimento e a fase de ação.

FASE DE MOVIMENTO
No seu turno, os jogadores lançam os dois dados [1/6] para determinar os pontos de movimento que podem usar nas suas equipas para fazer movimentos e/ou passagens ou rematar à baliza; eles podem passar, rematar ou mover-se por um quadrado por cada ponto de movimento atribuído a esse movimento.


FASE DE AÇÃO
Está dividida em 2 tipos: ação tackle para tirar a bola do adversário e a ação remate à baliza que determina se o remate é um golo ou se é uma defesa do guarda-redes.  


A caixa do jogo está bem ilustrada, conseguindo facilmente transmitir que tipo de jogo é que vamos encontrar no seu interior. Para os fãs deste tipo de jogos de tabuleiro, as ilustrações da caixa conseguem ser suficientemente atrativas para que tenham a tentação de pegar nela e equacionar a sua aquisição. Nada melhor para um jogo sobre o tema do futebol, que ter na sua caixa, uma ilustração de jogadores de futebol com os equipamentos do Brasil e Itália. Esta escolha acertada, que facilmente se explica, dada a nacionalidade da editora do jogo, Italiana e a grande rivalidade que existe entre as seleções de Itália e do Brasil.
Quando abrimos a caixa do jogo, ficámos positivamente agradados com o cuidado que houve com o armazenamento dos componentes do jogo. Dentro da caixa do jogo encontramos um molde em cartão duro que serve para proteger os componentes que se encontram por debaixo dele, ao mesmo tempo que serve para apoiar o tabuleiro do jogo. Por debaixo de molde de cartão encontra-se outro molde em plástico com divisórias individuais para acomodar todos os componentes do jogo.
Por baixo do molde de plástico são guardadas as regras do jogo em várias línguas, infelizmente a língua de camões não marca presença, folhas com a explicação das cartas e duas tabelas de jogadores.
Os jogadores estão muito bem pintados com as cores das seleções do Brasil e da Itália. Os jogadores estão assentes numa base que tem um pequeno orifício para colocar a bola de jogo. Além disso, a base identifica as habilidades de cada jogador.
Cada equipa tem 13 jogadores, sendo que um deles é o guarda-redes,
As bolas também estão bem pintadas e têm um dos lados achatados para que possam poisar no orifício da base dos jogadores.
O cuidado que houve com a pintura dos jogadores, chega ao pormenor de terem pintado as mãos dos guarda-redes para simularem a presença de luvas.
Os materiais utilizados nos jogadores e bolas de jogo são de qualidade.
As ilustrações das cartas estão q.b., cumprem a sua função. Quando se joga pela primeira vez têm de descolar as cartas. Elas são plastificadas e ao estarem prensadas no molde de plástico ficaram coladas umas nas outras. É difícil de aceitar a opção do Italiano como língua dos textos que encontramos nas cartas, uma vez que se trata de uma edição multilingue. Isto obriga a que tenhamos de recorrer às folhas com os sumários das cartas em Inglês para que possamos entender o significado de cada carta. Ao início é um pouco confuso, diminuindo consideravelmente a dinâmica do jogo.
Os dados e as fichas de plástico cumprem os serviços mínimos.
Gostámos da espessura do cartão do tabuleiro do jogo, o que lhe dá a rigidez correta para manter estabilizado o tabuleiro do jogo em cima da mesa. A ilustração do tabuleiro do jogo é básica, mas conseguem criar a ilusão de que estamos perante um relvado.
Num jogo de tabuleiro em que o tema é o futebol, facilmente se percebe qual é o objetivo do jogo, ganhar a partida de futebol. O que procuramos saber é se a mecânica traz algo de novo. O desporto Rei não  é fácil transportar para um jogo de tabuleiro, porque este desporto está rodeado de muitas emoções e paixões, que requer muito trabalho e criatividade, por parte dos autores, para conseguir criar o ambiente caloroso que rodeia um jogo de futebol. Os componentes e as ilustrações podem dar uma grande ajuda, Aqui está um dos pontos fortes deste jogo, porque as ilustrações que simulam o relvado estão boas, dando mesma a sensação de que estamos perante um campo de futebol. Os jogadores estão muito realistas, a forma como se apresentam na sua base, dá a ideia de movimento e a sua base com o orifício para acomodar a bola, dá a perceção da posse de bola e do drible.
Ao nível da estratégia, o jogo, apesar de ter uma forte presença de dados, requer por parte dos jogadores uma utilização constante da “massa cinzenta” porque nem todas as situações do jogo se resumem à utilização dos dados. Outros fatores, como a utilização das cartas no momento apropriado, o posicionamento inicial dos nossos futebolistas e a escolha inicial da equipa, são determinantes para minimizar o fator sorte dos dados.
Quando selecionámos a nossa equipa e posicionamos os jogadores em campo no início do jogo, deve ter em atenção as cartas com que iniciamos o jogo. Ao longo do jogo existe a hipótese de obter mais cartas e como podemos fazer 3 substituições a nossa tática de jogo pode ser atualizada a qualquer momento.
Atenção às habilidades que cada jogador, nomeadamente à sua área de competência, para que possas beneficiar de benesses adicionais ao longo do jogo.
O jogo não é difícil, tem um grau aceitável de dificuldade. Este tipo de jogos é para ser jogado por todos os membros da família e amigos, sem grande perda de tempo para ensinar regras, porque se não deixa de ser atrativo.
O ponto mais negativo são as cartas e os seus textos em Italiano. Torna-se irritante estar sempre a olhar para as folhas sumário. É certo que depois de algumas partidas, começamos a decorar as cartas.
A duração do jogo é determinada pelos jogadores antes de iniciar a partida de futebol.
Este jogo e divertido, as emoções estão sempre “à flor da pele”. A diversão está garantida para quem gosta de futebol.
Ao nível da originalidade e criatividade salientamos a forma original e criativa para fazer o rouba da bola através do “trackle” e marcar as grandes penaltis. O mesmo acontece com a forma, que os autores encontram para os livres. Temos de formar barreira e conseguir com que a bola passe por cima dela e se possível marcar golo.
A originalidade menos conseguida foi haver apenas 8 jogadores de campo (guarda-redes incluído). Esta opção explica-se facilmente pela dimensão do campo de jogo, para poder ter 11 jogadores a sua dimensão teria de ser aumentada. Contudo, esta opção de 8 jogadores tira um certo realismo ao jogo.
A preparação do jogo é relativamente rápida, facilmente começamos a jogar. Muita atenção à escolha que fazemos dos jogadores iniciais.
O Calciotto é um jogo interessante para quem gosta deste estilo de jogos de tabuleiro e para quem gosta do desporto Rei. Quem não gosta de futebol dificilmente vai gostar deste jogo.
Este Calciotto é provavelmente um dos melhores jogos que retrata o desporto Rei.

Tema/Objectivo









8
Mecânica/Regras









7
Componentes/Artwork









7
Jogabilidade/Interacção









8
Estratégia/Dificuldade









7
Duração/Diversão









7
Originalidade/Criatividade









8
Preparação/Começar a jogar









9
Caixa do jogo/Apresentação









7
Preço/Vale o Dinheiro









8
Apreciação Global7,6


dreamwithboardgames
Comprar o JogoSerfer Giochi
Sergio Fersini BoardGameGeek



Paulo Santos
Paulo Santos
Paulo Santos
Maria Constança

Galaktico - Pfifficus Spiele



Um jogo de Helge Ostertag, para 2 a 3 jogadores, a partir dos 10 anos de idade, com a duração de 40 minutos.



Objetivo do Jogo
Em Galaktico o jogador lidera uma armada estelar. O seu objetivo é preparar as suas naves espaciais com escudos e armas escolhidas a dedo para derrotar as armadas adversárias. Este é um jogo de estratégia tática, onde um pequeno deslize pode custar a vitória e, como num jogo de xadrez, cada jogada conta e estar três passos à frente do inimigo é essencial para a sobrevivência.


Conteúdo
As naves espaciais são figuras feitas à mão e devem ser manuseadas com cuidado.
» 1 Tabuleiro de jogo, composto por três setores
» 24 Meteoros
» 48 Figuras, 16 em cada uma das três cores
- 3 x 1 estação espacial
- 3 x 3 destruidores
- 3 x 3 caças estelares
- 3 x 4 cruzadores
- 3 x 5 batedores
» 54 Cartas de Jogo, 18 por jogador:
- 3 x 4 cartas de nave espacial
- 3 x 6 cartas de escudo
- 3 x 8 cartas de arma
» 30 Pontos
- 20 x 1
- 6 x 5
- 4 x 10


Preparação
O TABULEIRO é montado unindo os três losangos e os PONTOS são preparados para o jogo.
Cada jogador escolhe uma cor e recebe as 16 figuras da mesma.

Cada jogador escolhe um tipo de carta, com um verso específico (círculo, hexágono ou pentágono) e recebe as 18 cartas com esse símbolo/verso:

4 cartas de nave espacial, colocas à frente de cada jogador



6 cartas de escudo, para equipar nas naves espaciais



8 cartas de arma, para equipar nas naves espaciais


Cada jogador recebe um saco para guardar os seus pontos em segredo.

Equipar naves espaciais
No início de um jogo, cada jogador equipa as suas naves espaciais com cartas de escudo e de arma. O equipamento será válido para todo o jogo e não pode ser trocado enquanto o mesmo estiver a decorrer.
As naves espaciais são equipadas com cartas de arma para aumentar a sua força em COMBATE: a nave espacial mais forte captura a nave espacial mais fraca.
As naves espaciais são equipadas com cartas de escudo para enfraquecer as cartas de arma adversárias e consequentemente as suas naves espaciais.
Todos os jogadores equipam cada um dos seus 4 tipos de nave espacial (batedor, cruzador, caça estelar e destruidor) com UMA carta de escudo e DUAS cartas de arma, que são colocadas, viradas para baixo no espaço de carta de nave espacial apropriado. As duas cartas de escudo que sobrarem a cada jogador são colocadas de volta na caixa, não são necessárias para este jogo.

Preparação do jogo
Cada jogador escolhe um setor espacial e coloca 8 meteoros e a sua estação espacial, como mostrado abaixo. Jogo de dois jogadores: também são colocados meteoros no terceiro setor.


Cada jogador coloca as seguintes naves espaciais em qualquer um dos espaços assinalados (uma nave por espaço):
1 destruidor
1 caça estelar
2 cruzadores
3 batedores
 
As restantes naves espaciais são colocadas à frente de cada jogador, como reserva. Ao longo do jogo, as naves espaciais da reserva podem ser lançadas a partir da estação espacial.
A preparação é realizada, em segredo, cobrindo o teu sector, para que o teu adversário não veja como colocaste as tuas naves.

Como jogar o jogo
O jogador à esquerda do jogador mais impaciente começa, seguindo-se os restantes em sentido horário. No seu turno, cada jogador tem de realizar duas ações. Podes escolher de entre as seguintes ações:
» Movimento/combate: Move a tua nave espacial de acordo com o seu alcance máximo. Dá-se um combate quando moves a tua nave para o espaço de uma nave adversária.
» Lançar uma nave espacial: Na tua estação espacial podes lançar uma nova nave espacial da tua reserva. A nave espacial está desativada até sair da estação espacial.
» Mover um meteoro: No teu setor ou dentro de um campo de gravidade de qualquer um dos teus destruidores, podes mover um meteoro por um espaço.

Restantes regras
Podes consultar o resto das regras no manual traduzido para português que disponibilizamos abaixo.
 

Analise ao Jogo

GERAL
Galaktico, seja através da sua premissa ou através da sua simplicidade, é um jogo cativante. Inicialmente, dada a aparência da sua caixa, pensamos que as experiências providenciadas pelo mesmo deixariam a desejar, mas, não se deve nunca julgar um jogo pela caixa, como já tantas vezes foi provado. Nota-se, em cada aspeto, a dedicação dos criadores e avança-se já que foi uma grande aventura de jogo e de descoberta.

ABRIR A CAIXA
Para uma produção tão pequena, não foi surpreendente a caixa mostrar apenas uma etiqueta com a capa do jogo e não uma impressão total. Dentro da mesma encontra-se uma pequena divisória, capaz de armazenar os componentes do jogo e dois sacos de pano. As cartas são facilmente arrumadas num saquinho de plástico ou com um elástico e portanto não surgem grandes problemas. Não existe muito mais a apontar, não tem a melhor organização mas está longe de ser problemática. Apenas, dada a sensibilidade das peças – produzidas à mão e num material quebrável – podia trazer uma zona que oferecesse maior segurança.

FACILIDADE DE MONTAGEM
O jogo monta-se facilmente, havendo apenas três peças para construir o tabuleiro e estando os componentes divididos de acordo com certas características. As naves de cada jogador têm uma cor específica, o que facilita a sua distinção durante o jogo e durante a separação dos componentes. As cartas de cada um têm também um símbolo que as distingue e os meteoros são facilmente distribuídos pelo terreno – com base nas indicações do manual de instruções. A montagem não deve demorar mais que uns 3 minutos da primeira vez que se joga e, nas posteriores iterações, não mais que 1 minuto. O jogo também não ocupa muito espaço, podendo ser jogado numa mesa de café ou num pequeno balcão, fazendo assim dele um ótimo jogo para viagens (NOTA: se o jogo for transportado, as naves devem ser acolchoadas para evitar que se partam).

COMPONENTES
Neste aspeto, podem-se desculpar algumas falhas dado o aspeto artesanal do jogo, todavia, temos de apontar as mesmas. As naves, embora apelativas e interessantes, foram construídas num material que tem tendência a quebrar e pode ser incomodativo ao toque. O tabuleiro podia ser mais plano e ter algum tipo de encaixe que permitisse “agregar” os vários setores e os meteoros podiam ter algum tipo de tratamento para evitar que larguem pequenos detritos. Novamente, sublinhamos que todo este material foi construído num orçamento limitado e que a nossa análise tem isso em conta. No fundo, tendo em conta as circunstâncias, o resultado é interessante e funcional.

ASPETO/GRAFISMO
A temática espacial, com tons de cinza e esbatidos foi uma aposta inteligente por parte dos designers, oferecendo assim ao jogo o ambiente isolador do espaço. Também apreciámos a escolha de cores das naves e a composição das cartas, que realçam uma simplicidade apelativa e nunca aborrecida.

JOGABILIDADE
Este jogo pode parecer simples mas acaba por se tornar incrivelmente complexo e estratégico, podendo um pequeno erro detonar todas as perspetivas de vitória. Cada jogador possui uma armada e uma estação espacial, e o seu objetivo é destruir a estação adversária ou grande parte da armada inimiga. Para o fazer, tem de escolher combinações de arma e escudo eficazes, que quando experimentadas contra as naves adversárias, oferecem feedback sobre mais decisões que têm de ser tomadas. Por exemplo, se uma nave for destruída por uma adversária, os tipos de nave utilizados devem ser registados e o jogador deve evitar esses confrontos, dando preferência a outras naves, com outro tipo de ataques ou habilidades especiais. O jogo também apresenta obstáculos naturais na forma de meteoros, que não podem ser atravessados (a não ser por um tipo específico de nave) mas podem ser movidos, bloqueando a passagem de naves inimigas. Embora aparente ser complexa, a estratégia fundamental do jogo é facilmente adquirida, o que realmente importa é como devemos reagir às jogadas adversárias.

COMPLEXIDADE DAS REGRAS
O jogo não apresenta muitas regras nem grande complexidade nas mesmas, podendo um iniciante tomar conhecimento de todas em pouco tempo. O manual explica todos os aspetos com exemplos, contudo, uma ou outra regra deixa espaço para dúvidas, o que pode levar a alguma discussão. Na tradução das regras apresentada abaixo foi feito um esforço para que as mesmas fossem todas esclarecidas.

REJOGABILIDADE
A mudança de armada em nada influencia novos jogos. A rejogabilidade prende-se às alterações nas combinações de escudo e armas que o jogador atribui às suas naves e, também se podem alterar as configurações do terreno, colocando os meteoros noutra disposição ou removendo os mesmos na totalidade.

TEMÁTICA
O jogo faz, como já referimos, um bom trabalho em levar o jogador para um ambiente isolado e alusivo à conquista espacial, através dos materiais e da escolha das cores utilizadas e também pelas interações que proporciona.

CONCLUSÃO
Em suma, Galaktico é uma experiência interessante que será sempre uma boa aposta para pequenos grupos que apreciem estratégia por turnos e que não tenham receio de arriscar. 

Tema/Objectivo









8
Mecânica/Regras









7
Componentes/Artwork









7
Jogabilidade/Interacção









8
Estratégia/Dificuldade









8
Duração/Diversão









7
Originalidade/Criatividade









8
Preparação/Começar a jogar









9
Caixa do jogo/Apresentação









7
Preço/Vale o Dinheiro









7
Apreciação Global7,6


dreamwithboardgames
Comprar o JogoPfifficus Spiele
Helge OstertagBoardGameGeek



Paulo Santos
Diogo Silva
Diogo Silva
Paulo Santos