Diamonds Club - Ravensburger


Um jogo de Rüdiger Dorn para 2 a 4 jogadores, a partir dos 10 anos, com a duração de 75 minutos.

Inglaterra no final do século XIX.
A partir de Londres, o Império Britânico governava um quarto de todo o mundo.
Na noite de Ano Novo de 1899, três lordes e uma baronesa encontraram-se no Clube dos Diamantes de Londres, perto de St. James Street. Todos eles devem o seu bem estar ao negócio das pedras preciosas. Na sala de estar, uma acalorada discussão inflamava-se bruscamente sobre a dúvida de quem entre eles, é o mais bem sucedido no comércio mundial de rubis, esmeraldas e outras pedras preciosos e por conseguinte tem o direito a presidir ao Clube dos Diamantes.
Á meia-noite, enquanto os sinos do Big Ben davam as boas-vindas ao Novo Ano, os rivais fizeram uma aposta histórica, com o objectivo de eleger o seu novo presidente: Quem fizer as transacções mais lucrativas no novo ano e deste modo conceber o parque mais magnífico de Inglaterra, será daí em diante o “Lorde (ou Baronesa) dos Diamantes”!

Conteúdo
-4 Tabuleiros de jogador
Cada tabuleiro mostra o parque do jogador e três trilhos de desenvolvimento (floresta, tecnologia e dinheiro).

-1 Tabuleiro do jogo (constituído por quatro partes).
No topo, o tabuleiro mostra as tabelas de preços para as peças de paisagem. No meio, existe espaço para as tiras do mercado, e no fundo, o trilho do “jogador inicial”.

-12 Tiras de mercado, impressas em ambos os lados.
(6 castanhas escuras e 6 castanhas claras).

-2 Tiras de “mercado fechado”

-56 Moedas

-100 pedras preciosas (20 em cada uma das cores, azuis, amarelas, verdes e vermelhas, assim como 20 diamantes transparentes).

-40 Peças (10 em cada uma das cores dos jogadores: vermelho, branco, bronze e azul).

-84 Peças de Paisagem
Na frente elas mostram os edifícios: fonte, estufa de laranjeira, pavilhão e jardim de rosas (21 de cada), no verso mostram a floresta.

-21 Peças de animais
Viveiro de peixes, parque de Veados e Aviário.

-56 Peças de equipamento
(16x mina, 20 x direitos de mineração e 20 x barcos)

-8 Cartas Bónus

-4 Resumos das regras

Objectivo do Jogo
Os jogadores compram minas, direitos de mineração de pedras preciosas e meios de transporte, no mercado mundial, e investem em novas tecnologias. Com as pedras preciosas que tenham adquirido desta maneira, financiam a criação de parques maravilhosos. No final, o jogador com o parque mais precioso (valioso) e por isso com mais pontos de vitória, ganha o jogo.

Preparação do Jogo
• Cada jogador recebe:
• 1 Tabuleiro
• 1 Sumário das regras
• 10 Peças da sua cor
• 10 Moedas
• 1 Pedra azul, 1 amarela, 1 vermelha e 1 verde.

Cada jogador posiciona uma peça em cada um dos espaços mais acima dos trilhos de desenvolvimento (os espaço [2] [-] e [10]).
As restantes 7 peças, as 10 moedas e as 4 pedras são posicionadas ao lado do tabuleiro do jogador, para que todos as possam ver.
Monta o tabuleiro de jogo e posiciona-o no meio da mesa. Separa as tiras do mercado de acordo com a cor da sua moldura (castanho claro/ castanho escuro).

Posiciona as restantes moedas e pedras ao lado do tabuleiro. Este é o stock geral. Separa as peças de edifício, de equipamento e de animais e posiciona-as, assim como as cartas bónus ao lado tabuleiro do jogo. Se existirem menos de 4 jogadores, os componentes em excesso vão para a caixa.

Modo de Jogar
No início, faz um sorteio para determinar o jogador inicial. Esse jogador posiciona uma das suas peças no primeiro espaço “0” do trilho do jogador inicial. Alternadamente e no sentido dos ponteiros do relógio, todos os outros jogadores posicionam uma das sua peças no espaço seguinte vazio, no trilho do jogador inicial.

O jogo é constituído por várias jogadas e termina após a jogada em que, pelo menos, um jogador tenha coberto todos os 14 espaços verdes-claros no seu parque.

Uma jogada é sempre constituída pelas seguintes 5 fases:
1. Alinhar tiras de Mercado
2. Comprar
3. Atribuir Diamantes
4. Adquirir Pedras Preciosas
5. Construir

»Fase 1 : Alinhar as tiras de Mercado
Separa as tiras de mercado pela cor da sua estrutura (castanho escuro/castanho claro) e baralha-as separadamente. Tira tantas tiras de cada cor, quantos os jogadores em jogo e posiciona-as no tabuleiro do jogo, lado a lado (primeiro, as tiras de mercado de castanho escuro, depois as de castanho claro). Num jogo com dois ou três jogadores, as restantes brechas no lado direito são preenchidas com as tiras de “mercado encerrado”.

»Fase 2: Comprar
O jogador inicial começa e os outros jogadores seguem-no alternadamente no sentido dos ponteiros do relógio. Cada jogador posiciona as suas moedas nos espaços vagos do mercado.
Para este propósito, o jogador que está na sua vez de jogar, posiciona uma moeda num espaço à sua escolha. Se já existirem moedas nos quatro espaços contíguos (adjacentes) horizontalmente e verticalmente, o jogador tem de usar uma moeda adicional por cada moeda dos espaços contíguos.

Por cada espaço que um jogador ocupe, ele obtém imediatamente todas as mercadorias e serviços ilustrados, respectivamente.
Se um jogador não puder ou não quiser posicionar mais moedas, ele tem de passar a sua vez de jogar. Os jogadores que tenham passado a sua vez de jogar, não podem posicionar mais moedas durante esta jogada.
A fase “Comprar” termina quando todos os jogadores tiverem passado.

Nota: Moedas, pedras preciosas e todas as peças que um jogador obtém no decurso do jogo são sempre posicionadas, com a face virada para cima, para que todos os jogadores as possam ver.



O significado dos símbolos nas tiras do mercado:

Peças de equipamento:
O jogador tira a peça de equipamento correspondente (mina, direitos de mineração ou barco) e posiciona-a na mesa, com a face virada cima, à sua frente.

Nota: Com um conjunto de peças de mina, direitos de mineração e barco, os jogadores podem obter pedras preciosas na fase 4.

Jogador Inicial:
O jogador avança a sua peça no trilho do jogador inicial, pelo número de chapéus desenhados (de 1 a 3 espaços). Se já existir outras peças de jogador no espaço alvo, a sua peça é posicionada por cima das outras peças.
Se um jogador ultrapassar o espaço 9 com a sua peça, ele torna-se automaticamente no novo jogador inicial da fase 3.

Peça de Animal:
O jogador recebe um das peças “lago”, “parque de veado” ou “aviário” e posiciona-a num espaço vazio do seu parque.
Se em consequência disso, o último espaço verde-claro do parque for coberto, os jogadores terminam a jogada em curso (até ao fim da fase 5 “Construir”), antes de acabar o jogo. Se o jogador cujo parque está completo obtiver mais peças de animais, ele posiciona-as nos espaços verdes-escuros.

Nota: por cada conjunto completo de três peças “lago”, “parque de veado” e “aviário”, os jogadores obtêm muitos pontos. Por esta razão, eles devem tentar coleccionar quantidades uniformes das três variedades de peças de animais.

Trilhos de Desenvolvimento:
O jogador move a sua peça para baixo em um espaço no trilho de desenvolvimento correspondente no seu tabuleiro. No caso de um “?”, o jogador pode escolher o trilho, livremente.

Se um jogador progredir no trilho de desenvolvimento “dinheiro”, ele obtém imediatamente uma moeda do stock geral.
Assim, ele pode usar a moeda na mesma jogada.

O significado dos trilhos de desenvolvimento:

Floresta:
O jogador investe na rearborização e cultivo da sua floresta.
Este trilho determina o número de pontos de vitória que o jogador recebe no final do jogo por cada floresta no seu tabuleiro. No início, cada floresta tem o valor de 2 pontos de vitória. O valor pode aumentar até 6 pontos de vitória.

Tecnologia:
O jogador investe em melhores métodos de mineração e meios de transporte.
Se o jogador mover a sua peça para baixo no seu trilho, obtém pedras preciosas adicionais da mesma cor ou mesmo diamantes (= pedra Joker) em cada pagamento de pedras na fase 4. Ver a descrição detalhada na fase 4.

Dinheiro:
O jogador investe dinheiro num banco e recebe juros.
Se o jogador mover a sua peça para baixo em um espaço no seu trilho, obtém imediatamente outra moeda do stock geral. O valor do lado direito indica o número de moedas que o jogador tem à sua disposição na Fase 2 (Comprar). No início do jogo, cada jogador tem 10 moedas. Este número pode aumentar até 14 moedas.



»Fase 3: Atribuir diamantes
Depois de todos os jogadores passarem a sua vez de jogar na fase 2, os diamantes (= pedras transparentes Joker) são atribuídas:

1. Pelo maior número de moedas por usar (não usadas)
O jogador que tenha o maior número de moedas à sua frente recebe um diamante. No caso de um empate, todos os jogadores envolvidos recebem um diamante cada um.

2. Pelo jogador(es) que lidera(m) o trilho do jogador inicial:
O jogador cuja peça está mais para a direita no trilho do jogador inicial (o maior número) obtém um diamante e torna-se de imediato no novo jogador inicial.
Se vários jogadores ocuparem o maior número, todos eles obtêm um diamante, um para cada um deles. O jogador cuja peça está no topo, torna-se no novo jogador inicial.

Importante: A ordem de jogar das fases que se seguem, a 4 “Adquirir Pedras Preciosas” e 5 “Construção” é determinada pela posição actual das peças no trilho do jogador inicial. O jogador cuja peça está mais à direita no trilho do jogador inicial, é quem começa. Em seguida, os outros jogadores seguem-no pela ordem descendente, com as peças do topo a serem primeiras do que as peças do fundo.

»Fase 4: Adquirir pedras preciosas
Começando com o jogador inicial, os jogadores adquirem pedras preciosas.
Para obter pedras, os jogadores precisam, de um conjunto de peças constituídas por um “lago”, um “Direitos de Mineração” e um “barco”.

Mina: Indica qual a variedade das pedras que o jogador pode extrair.

Direitos de Mineração: Indica quantas pedras no máximo o jogador pode extrair.

Barco: Indica quantas pedras no máximo o jogador pode transportar.

O jogador obtém o montante de pedras indicadas na peça de direitos de mineração ou barco, aquele que for mais baixo, na cor da mina. Depois, ele põe as peças de equipamento requeridas, de volta ao monte das peças correspondentes. Dependendo em que espaço do trilho de desenvolvimento “Tecnologia”, ele está, o jogador obtém pedras adicionais, cada vez que ele cambia (faz a troca de) um conjunto de peças:

»Fase 5: Construir
Na fase de construção, todos os jogadores vão embelezar o seu parque com o objectivo de obter pontos de vitória. Começando com o jogador inicial, todos os jogadores podem alternadamente (de acordo com a ordem actual do trilho do jogador inicial!) posicionar sempre uma peça de paisagem ou passar a sua vez de jogar. Os jogadores que tenham passado a sua vez de jogar não pode posicionar outras peças durante esta fase.
Existem quatro variedades diferentes de peças de paisagem – fonte, estufa de laranjeira, pavilhão e jardim de rosas. O verso destes edifícios mostram a floresta. Os jogadores pagam, por estas peças de paisagem, com pedras.

Os custos de construção são determinados pelas tabelas de preços na parte de cima do tabuleiro do jogo. O jogador põe as pedras indicadas de regresso ao stock geral, tira a peça correspondente e posiciona-a em qualquer espaço verde-claro do seu tabuleiro.
Se o jogador quiser uma floresta, ele escolhe um edifício das variedades (fonte, estufa de laranjeira, pavilhão e jardim de rosas) com mais peças e vira-a sobre o seu verso (floresta).

Depois de ter construído, o jogador posiciona uma das suas peças no espaço da mesma cor na tabela de preço correspondente.
A peça tem o seguinte significado:
• O jogador não pode usar esta tabela de preço outra vez durante esta jogada.
• Cada peça na tabela de preço aumenta o preço nessa tabela para os jogadores que se seguem, através de qualquer pedra (cada peça na tabela aumenta o preço em uma pedra, essa pedra adicional pode ser uma qualquer).

Sempre que um jogador cumpre com os requisitos de uma carta bónus através da construção de um edifício, ele recebe a carta imediatamente.

Se na fase de construção, um jogador cobrir todos os 14 espaços verde-claro do seu parque, os jogadores finalizam esta fase, depois, o jogo termina. Se o jogador cujo parque está completado, obtiver mais peças de paisagem, posiciona-as nos espaços verdes escuros.

A fase de construção termina quando todos os jogadores tiverem passado a sua vez de jogar.

Importante: Em cada tabuleiro do jogador, existem três “espaços obrigatórios”. Os jogadores têm de os cobrir, durante o jogo, em qualquer caso com os edifícios indicados. Enquanto um jogador não os cobrir, ele não pode finalizar o jogo e não pode posicionar quaisquer peças nos espaços verdes escuros.

Fim da Jogada
Todos os jogadores recebem de volta as suas moedas usadas. Cada jogador recebe o número de moedas indicadas pelo trilho de desenvolvimento “Dinheiro”.
Não importa se o jogador ainda tem algumas moedas da fase 2. Cada jogador recarrega sempre a sua reserva até ao número indicado pelo trilho de desenvolvimento “dinheiro”.
Assim, as moedas que não são usadas, não aumentam a sua própria reserva de moedas para a próxima jogada.

Além disso, os jogadores recebem de volta todas as suas peças das tabelas de preço.

O novo jogador inicial posiciona a sua peça no primeiro espaço (0) do trilho do jogador inicial. No sentido dos ponteiros do relógio, todos os outros jogadores posicionam uma das suas peças no espaço seguinte, vago, do trilho do jogador inicial (como no início do jogo). Assim, a ordem de jogar corresponde outra vez ao sentido dos ponteiros do relógio.

De seguida, uma nova jogada começa outra vez com a fase 1 “Preparação das tiras de mercado”. Para este propósito, volta a baralhar todas as tiras de mercado. Para o fazer, deves virar algumas delas sobre o seu verso.

Fim do Jogo e Pontuação
O jogo termina depois da jogada em que, pelo menos, um jogador tenha coberto todos os 14 espaços verdes claros do seu parque.
Os jogadores que não tenham coberto os seus três “espaços obrigatórios” não entram na pontuação. Todos os outros jogadores contam os seus pontos de vitória:
• Os edifícios (fontes, estufas de laranjeira, pavilhões, jardins de rosas) contam 4 pontos de vitória, cada um deles.
• Cada floresta conta tantos pontos de vitória, quantos os indicados no trilho do desenvolvimento “Floresta” (2 a 6 pontos de vitória).
• Cada conjunto de “lago”, parque de veados” e “aviário” conta 10 pontos de vitória.
• Peças individuais de animais que não façam parte de um conjunto de três, contam 1 ponto de vitória.
• As cartas Bónus contam o seu valor impresso.
• Se o jogador tiver alcançado o último espaço do trilho de desenvolvimento “Tecnologia” ou um dos três últimos espaços do trilho do “Dinheiro”, obtém 1, 2 ou 3 pontos de vitória.

(Para a pontuação não importa onde no tabuleiro as peças de paisagem ou animal são posicionadas)

O jogador com mais pontos de vitória ganha. No caso de um empate, todos os jogadores envolvidos contam as suas pedras e aquele com mais pedras, ganha. Se ainda prevalecer o empate com vários jogadores, então existem vários vencedores.


A preparação do jogo é um pouco morosa. Para tornar esta tarefa mais fácil, coloca cada tipo de peça em sacos plásticos. Os sacos fornecidos com o jogo não chegam.
A forma encontrada para a construção do mercado, em cada jogada, é original, e dificilmente conseguimos numa jogada ter um mercado parecido com outro de uma jogada anterior.
A forma que o autor encontrou para adquirir serviços ou mercadorias no mercado está também original e muito interessante. Aqui, ser o jogador inicial é uma mais-valia.
Planeia bem as tuas compras, porque se fores poupado tens direito a um diamante. Esta peça funciona como um joker na fase de construção. Se fores o primeiro no trilho do jogador inicial, também tens direito a um diamante.
Os trilhos do desenvolvimento devem ser melhorados durante a fase das compras, contudo a estratégia para as compras deve ser equilibrada.
A fase das compras é a fase decisiva de uma jogada e por conseguinte do jogo. Todas as fases que se seguem são executadas em função desta fase.
Estuda bem a tua estratégia, ponderando todas as combinações possíveis que a fase das compras pode determinar.
Os tabuleiros individuais e as suas construções, fazem lembrar um pouco o “Puerto Rico”, sendo que neste jogo o tema é bastante diferente.
Todos os componentes do jogo são de qualidade, de realçar as moedas do jogo e o tabuleiro do jogo. Este último tem umas saliências para colocar as peças, o que dá muito jeito, evitando que estas se desloquem para qualquer dos lados.
O primeiro contacto com o jogo pode ser um pouco assustador. A caixa é pesada e traz muitos componentes, obrigando a um trabalho moroso para tirar todas as peças que vêm nos cartões. Quando fazemos este trabalho, pensamos que o jogo deve ser complexo por ter tanto material. Mas nada disso! Apesar de ter muitos componentes, o jogo tem uma boa jogabilidade, é fácil de perceber e a estratégia é q.b.
O jogo está bem construído e as fases estão bem interligadas.
Um jogo interessante que pode ser utilizado para de forma simples e interessante, chamar mais adeptos a este mundo de sonho dos jogos de tabuleiro, uma vez que este jogo pode ser considerado como uma antecâmara para jogos mais complexos.
As regras do jogo estão muito bem estruturadas. Depois de uma leitura, ficamos a saber como se joga o “Diamonds Club”.
Nota negativa para a caixa do jogo, uma vez que não tem qualquer espaço individual para acomodar os muitos componentes do jogo.


dreamwithboardgames
BoardGameGeekLudographie
Outros jogos de Rüdiger Dorn



Paulo Santos
Paulo Santos
Paulo Santos
Maria Constança Silva

19 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado, mais uma vez, pela oferta das regras online.

Este site é o maior!


Enrique

Paulo Santos disse...

Obrigado!
Espero continuar a ter a tua companhia por aqui.

Anónimo disse...

OBRIGADO por esse blog e por tudo o que faz pelos jogos de tabuleiro!!!

Boardgamegeek.com e abreojogo.com não seguram uma vela em relação a este site, muito obrigado!!!!

Sem as regras em português dos jogos, não conseguiria perceber os jogos e asua originalidade, jogabilidade, design e se valia a pena o dinheiro!

Adoro o design do site!

Anacleto Simões

Paulo Santos disse...

Obrigado!
Espero continuar a ter a tua companhia aqui no dreamwithboardgames.
Sempre que tiveres uma dúvida sobre um jogo, daqueles que já traduzi, por favor utiliza o formulário do contacto, para colocares a tua questão. Tento sempre esclarecer todas as questões colocadas sobre um jogo.

Abraço.
Paulo Santos
dreamwithboardgames

Anónimo disse...

Faço minhas, as palavras do Anacleto Simões.

Há uns quantos cromos no abreojogo, que se acham os maiores, mas percebem tanto de jogos de tabuleiro como de culinária. E... a dor de cotovelo desses meninos, é hoje, depois do surgimento do dreamwithboardgames, muita e muita, quase desesperante.
Com os patrocínios que arranjaste, esses cromos estão desesperados, pois tantos anos a mandar papais, sem nada conseguirem, e o dreamwithboardgames, em meses, consegui o que está à vista de todos.
Agora até querem acabar com os teus links no abreojogo, pois sentem-se ameaçados... é uma tristeza. Quem perde é o abreojogo, por isso não ligues, o dreamwithboargames já é conhecido de todos.
Estive a ler o baile que tiveste a dar em latim aqueles cromos, que como putos que são, não souberem manter o teu nível e resvalaram para expressões de baixo nível, sinónimo de falta de argumentos e de nível.
Tudo isto só revela como estes cromos e outros tantos que ando por aí, não estão interessados que surjam ideias novas e de qualidade sobre jogos de tabuleiro em Portugal, porque isso anula o seu reinado de mediocridade.

Obrigado pelo teu trabalho, é de qualidade!

Luís Costa

Anónimo disse...

O abreojogo é uma amostra de como é ser tuga no seu melhor: ser invejoso.
Inveja de quem consegue ser melhor!

Acho que isto diz tudo e não merece mais comentários...
Por isso, como aqui já disseram, e noutros comentários já publicados sobre outros jogos, o teu trabalho é de qualidade é uma referência para todos. Não te deixes afectar por medíocres que vagueiam sem rumo no abreojogo...
Segue o teu rumo, é o rumo certo, o pessoal adora as tuas traduções e as tuas análises. O dreamwithboardgames foi uma lufada de ar fresco no panorama dos jogos de tabuleiro em Portugal e em Português.

Anónimo disse...

Depois de ler mais este brilhante artigo, estou com vontade de comprar o jogo.

Quanto ao resto que aqui foi comentado... este é o site de referência em Português para mim e para muita gente, por isso não te rales com as invejas dos outros (abreojogo e não só). Só falam mas não têm capacidade para fazer algo de interessante. Deixa-os a falar sozinho no seu covil de invejosos.

Joana Rita

Anónimo disse...

Uau, simplesmente incrível!!

Adoro este blog! Viva o dreamwithboardgames!

Mónica Sofia

Indiana disse...

Gostei muito do artigo e da tradução! Mais uma vez cinco estrelas!
Ainda há quem pense por ai que os encontros de umas dezenas de pessoas, fazem deles sábios da matéria e que tudo gira à sua volta.
Portugal tem milhões de habitantes... Nem todos precisam desses encontros para terem grupos de amigos para jogar jogos em suas casas.
Custa muito a essas pessoas descobrirem que afinal não são deuses.
Bem-vindos à realidade!

Max Computer disse...

O jogo parece-me fixe!
Mas são tantos os que gostaria de ter...
Este tem uma grande vantagem já tenho as regras ;) Thanks!

Ouvir dizer que em breve vamos ter mais novidades por aqui?
O que será?

Agora com tantos patrocínios, não dá para dar alguns jogos aqui o pessoal... é com a crise isto tá difícil ;)

Força! O trabalho que aqui é desenvolvido é de qualidade. Que servia de exemplo para muitos, que só fazem barulho de fundo, mas nada têm para apresentar!

Continuem a “dreamwithboardgames”...

luis disse...

Gostei da ideia da Max, que tal uns joguinhos para o pessoal? ;)

Queria lançar outro desafio: a tradução para Português do jogo
Fury of Dracula...

Ficava muito agradecido! ;)

e viva ao dreamwithboardgames!

Paulo Santos disse...

Quero agradecer todas as mensagens e mails recebidos.
Quanto às novidades, brevemente vão ser anunciadas.
Relativamente aos jogos para oferta, quem sabe isso não possa ser uma realidade muito em breve.
Contudo, sempre que me desfaço de alguns jogos, quando já não tenho espaço ou para financiar a compra de outros jogos, publico os anúncios na dream shop.

Quanto ao desafio, confesso que já tive vontade de o fazer. Com o trabalho que tenho planeado, não creio que venha a curto prazo fazer a tradução do Fury of Drácula. Até porque é um livro com demasiadas páginas e requer muita disponibilidade. Como podem imaginar, o meu tempo disponível já é bastante limitado.

Abraço a todos.
Paulo Santos
dreamwithboardgames

Ave disse...

Este jogo até pode ser interessante, mas como já tenho o Puerto Rico não o irei comprar.
Parabéns pela tradução, como sempre está muito boa!

Quanto ao que se passou no abreojogo, sou da opinião de que se deve ignorar, pois seria dar demasiada importância.Também sou da opinião que o dreamwithboardgames deve-se afastar dessa gente e nunca mais publicar artigos nesse site.

Isso de dar jogos era fixe, inventa aí uma forma de dar prémios ao pessoal ;)

Também gostava de ver as regras do Fury of Drácula em Português. Tenta convencer o pessoal da FFG.

Pelos que vi na tabela de jogos que tens andado a jogar, vamos ter aqui análises de jogos que estão na minha lista de potenciais compras.

Ave Caesar

(desculpa lá, na mensagem anterior enganei-me e apaguei..)

Anónimo disse...

Entre este e o Castle for All Seasons, sou capaz de apostar mais neste, até porque o preço é mais em conta.

Gostava de ver aqui uma análise sobre o Valdora...

Hugo from London

Anónimo disse...

O jogo parece ser fixe. Já vi o preço na amazon e está em conta, por isso pessoal, quem quiser comprar entre na amazon.de.

fiquem em...

Jorge

Anónimo disse...

obrigado!

Raul

story disse...

Oi...
tenho um jogo para vender, está em bom estado.

storycivilization@gmail.com

Paulo Santos disse...

Sempre que quiseres publicar anúncios gratuitos dos teus jogos, podes utilizar o dreamshop.


Abraço.
Paulo Santos
dreamwithboardgames

Anónimo disse...

5*
O jogo é máximo!

Tiago
Algarve